FANDOM


thumb|300px|right A história do Pote das moedas de amor..... Era uma vez uma letra!...Uma letra única, que vivia isolada......

Uma letra que assumiu a sua identidade própria.....que cresceu e evoluiu no mar da integridade, apesar dos maremotos das contrariedades....mas que também se deliciava com os ventos da bonança....

Mas.....a letra um dia cresceu..e sentiu que a vida era uma partilha.....A vida só podia ter sentido na partilha de emoções, momentos, atitudes ....no encontro de relacionamentos.....

E a letra, que era única...quis encontrar outra letra .....

Percorreu quilômetros de vida ...e encontrou outras letras...Num dado tempo, surgiu a palavra!..

A palavra nasceu!....

Surgiu assim a palavra Homem!....E a palavra viveu, cresceu e evoluiu....

Encontrou outras palavras....

Nasceu emoção...Nasceram pensamentos...Nasceu vida!

A escrita nasceu.....

O encontro poético de uma história inacabada....

Páginas em branco...por percorrer ao sabor da inspiração....

Mas um dia....a palavra Homem quis encontrar um sentido...quis entender a realidade, além de a viver.....

Decidiu procurar a felicidade....

E a palavra Homem partiu na viagem sem rumo, mas com uma meta....

Encontrou então o Sr Dinheiro! O Sr. Dinheiro prometeu a felicidade...prometeu e prometeu....mas a palavra Homem rápidamente percebeu que o caminho da felicidade não era por ali.....

Partiu novamente....

Encontrou então a Sra Fama. Elegante e sedutora como sempre...Seduz a felicidade, mas quando tirou a máscara....a palavra Homem percebeu que o caminho também não era por ali....

Partiu então novamente e incessantemente á procura da felicidade....

Encontrou então o Sr. Sexo....A palavra Homem encontrou prazer....encontrou momentos muitos felizes...mas depois veio o vazio. A palavra Homem percebeu que o Sr Sexo, isoladamente, sem amor, não era mais do que uma obsessão e dependência, que, por si só, não conduzia á felicidade, de modo nenhum....

Partiu novamente....

Desalentado, sentou-se numa rocha, na beira do caminho....

Algum tempo depois, começou a divisar, ao longe, um vulto que se dirigia na sua direção....

Próximo, viu então uma senhora simples, a Sra Humildade.

A palavra Homem perguntou então á Sra. Humildade qual era o caminho para a felicidade...ao que ela respondeu, muito afavelmente:

- é o próprio caminho, a atitude a caminhar... Se tiver essa atitude...vai encontrar a ilha do interior e aí descobrir o tesouro....

A palavra Homem iniciou então uma nova caminhada...modificou e tentou modificar o que havia para modificar....vivendo cada momento da vida, como se fosse o último...e saboreou humildemente a alegria de viver....

Por fim, com energia renovada, encontrou a Ilha do interior, localizada por detrás da floresta das aparências...

Aí encontrou um tesouro: um pote!

Abriu o pote e ......estava cheio de moedas de amor!....Imensas!

Viu então um vulto que batia incessantemente e que chamava coração ...e que lhe disse:

- Só encontra o pote das moedas de amor..quem reconhece que elas só servem para dar e ajudar os outros...Portanto, vive a vida...e oferece moedas de amor....

Nesse dia...a palavra Homem encontrou a felicidade.......

sinto-me: feliz por viver tags: amizade, amor, blog, felicidade, pensamento, poesia, vida

Sucesso X Prazer X Felicidade.

Imagine um homem que pega uma locomoção pretendendo sair de uma cidade e chegar à outra cidade a que chamaremos: Felicidade. Suponha que por engano ele tenha pego o ônibus errado. Na melhor das intenções e acreditando que chegaria a Felicidade ele chega a qualquer outro destino. É exatamente isto que está acontecendo com muitas pessoas e executivos que na melhor das intenções tentam encontrar a felicidade no prazer e no sucesso. Mas afinal o que é Felicidade? O prazer faz parte? O que é Sucesso? Tanto cristãos como" budistas "tem descoberto que nem sempre o prazer traz a felicidade, mas certamente faz parte dela. Ou seja, quem é feliz certamente tem momentos de prazer, mas quem tem prazer não é necessariamente feliz. O prazer quando é mal utilizado traz conseqüências desastrosas como uma dor de cabeça pela bebedeira passada, um arrependimento por um relacionamento rompido, um sentimento de culpa pelo dever não cumprido... Por um pouco de prazer podemos ter grandes momentos de arrependimento e de dor. Então significa que o prazer é ruim? Claro que não. Como cristão acredito que o prazer também foi criado e querido por Deus. No entanto, este prazer não pode estar como a finalidade da vida humana, mas como o meio para algo. Explico melhor: sentimos prazer em comer para nos alimentarmos e nos mantermos vivos. O prazer em comer ajuda na nossa sobrevivência. Então também os outros prazeres, ver, tocar, sentir concorrem para o bem-estar do homem. No entanto, quando este prazer passa a ser a finalidade de uma vida, muitas coisas ruins acontecem: firo o sentimento dos outros para alcançar o meu prazer pessoal e faço tudo sem medir conseqüências em nome deste prazer. Acabo não mais sendo Senhor dos meus prazeres, mas seu escravo. E acredite um escravo raramente é feliz. O que dizer então de grandes personalidades que teriam “tudo” para ser felizes e não encontram a felicidade? Tem dinheiro, fama, as mulheres e homens que querem, os melhores hotéis, as melhores roupas e os melhores carros, bem como empregos cobiçados. Infelizmente não são exceções aqueles que, tendo tudo isto, se perdem em vícios, problemas mental, desvios de comportamento e depressão. Também aqui não quero dizer que todas as pessoas que tem bens ou são ricas são infelizes. Tampouco afirmar que isto é a causa da sua infelicidade. Quero sim dizer que dinheiro, fama, ótimos empregos são exemplos de sucesso e não de felicidade. Em resumo: Sucesso é ter tudo o que ser quer e felicidade é querer o que se tem. São coisas diferentes mas quando confundimos as coisas corremos o risco de, mesmo bem intencionados nesta busca pela Felicidade, chegarmos a outro lugar, como a Frustração. A alegria e a felicidade são uma conseqüência de uma boa vivência e não sorte de alguns como já afirmaram Aristóteles e São Thomas de Aquino. Ela precisa ser conquistada e não comprada. E o seu “preço” não é barato. Exige renúncia, equilíbrio, perdão e apostar nos relacionamentos. Há de fato pessoas que tem tudo e não tem nada e outras que não têm nada e tem tudo. Ricos que são pobres e pobres que são ricos. Quem sabe podemos tentar ser ricos nos dois sentidos, o que você acha? Daniel Godri Junior é consultor e palestrante nas áreas de marketing, motivação, liderança e vendas.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória