FANDOM


thumb|300px|right


Depois de subir uma escadaria ou montanha, como é bom parar um pouco para respirar fundo e descansar! Essa pausa serve para ajudar a renovar as forças a fim de prosseguir na caminhada.

O objetivo é mostrar que Deus olha para Seus filhos com carinho e os ajuda a vencer as lutas do dia a dia. Assim, os momentos de graça aqui na Terra terão repercussão eterna, quando o amor será perfeito e a vida durará para sempre.

________________________________________



O Jugo do Perfeccionismo

Será que vocês são tão insensatos que, tendo começado pelo Espírito, querem agora se aperfeiçoar pelo esforço próprio? Gálatas 3:3

A ocasião era a cerimônia de abertura de um campori de desbravadores no Estado do Paraná. Como em todos os camporis, esse é o momento que se caracteriza pelo seu brilho e pompa. Bandeiras, cores, uniformes impecáveis, etc.

Logo depois da abertura, numa rápida caminhada pela área do acampamento, passei por um clube que tinha uma excelente fanfarra. Percebi um clima de frustração; algumas garotas até mesmo choravam. Quis saber o que tinha acontecido e uma delas explicou: “É que a garota que comandava a mudança de toque errou, e todos nós erramos.” Perguntei: “Quem é que sabe que vocês erraram?” “Ninguém. Somente o nosso clube.”

Que coisa impressionante! Por que é que julgamos a nós mesmos pelos nossos piores momentos e não pelos melhores? Vemos mais o que erramos do que o que acertamos. Nas avaliações escolares, lamentamos os oito pontos que perdemos em lugar de ficar contentes com os noventa e dois que ganhamos.

Quando igualamos engano a fracasso, como foi o caso do clube mencionado, estamos impondo a nós mesmos um jugo muito severo. Estamos caindo numa das armadilhas do perfeccionismo, que é medir nosso valor em termos de desempenho. Os perfeccionistas nunca estão contentes com seu desempenho porque estabelecem expectativas altas demais: Devo ser o melhor da minha classe. Devo ser o melhor jogador do meu time. Não posso desapontar ninguém. Devo me sair bem em qualquer coisa que eu empreender. A ênfase é “eu devo”, “eu preciso”, “eu tenho que”.

Por que não dar uma margem de erro para aquilo que queremos fazer? Por que não estabelecer alvos plausíveis e depois crescer pouco a pouco?

Foi isso que Paulo disse aos Filipenses: “Não pretendo dizer que eu seja perfeito. Até agora ainda não aprendi tudo quanto devia, mas continuo trabalhando para aquele dia, quando finalmente eu serei tudo aquilo para que Cristo me salvou e Ele quer que eu seja. Não, caros irmãos, não sou ainda tudo quanto deveria ser, porém estou concentrando todas as minhas energias para insistir nesta única coisa: esquecendo o passado e aguardando esperançoso aquilo que está à frente, esforço-me para chegar ao fim da corrida e receber o prêmio para o qual Deus está nos chamando ao Céu, em virtude do que Cristo Jesus fez por nós” (Fp 3:12-14, A Bíblia Viva).


A Dádiva da Amizade

O amigo ama em todos os momentos; é um irmão na adversidade. Provérbios 17:17

Nós os conhecemos muito bem. Entram numa roda e puxam conversa, cumprimentam, soltam piadas. Brincam com os outros. E logo estão num grupo rodeado de amigos. O que faz aquele que conquista amigos? Que qualidades ou virtudes surgem em sua mente quando você ouve a palavra “amigo”? Aqui estão algumas ideias que podem demonstrar um grau de amizade:

Seja amigo. Diga “Oi, bom-dia, tudo bem?” Mostre interesse naquilo que a pessoa está fazendo. Torne-se disponível para ajudar no que for preciso.

Seja o primeiro a sorrir. Não espere que o outro sorria primeiro. Mostre um sorriso genuíno, espontâneo, sincero, que venha de dentro do coração. Quando você sorri, está dizendo para o outro: “Venho na qualidade de amigo.” Mesmo que esteja sem jeito de dizer alguma coisa no grupo, sorria.

Faça perguntas e espere respostas. Demonstre que está interessado e comente aquilo que a outra pessoa falou. Ao escutar, você está dizendo: “Eu aceito você e valorizo sua opinião.”

Diga uma palavra de apreciação, um elogio. As pessoas gostam de elogios sinceros. Por que não deixar que seu amigo saiba dos talentos e virtudes que ele tem? Descubra alguma coisa boa para dizer para seu amigo e diga: “Você está com uma camisa bonita!” “Mudou de penteado, hein?” “Que jogada de craque aquela que você fez!” Jesus foi especialista nisso. Ele falou para a mulher samaritana: “Você falou a verdade.” Da mulher que O ungiu, Ele disse: “Ela fez o que pôde.” Quantas vezes uma palavra de apreciação nos tirou do fundo do poço.

Dê liberdade aos seus amigos. Não procure controlá-los. Não seja ciumento nem possessivo. Eles precisam de tempo para os seus hobbies, para os estudos, e para ficar sozinhos.

Torne tangível sua amizade. Um bilhetinho, uma carta, emprestar um livro de que você gostou, um e-mail quando estiver de férias e, no aniversário dele, um cartão – todas essas coisas, em maior ou menor grau, vão dizer: “Gosto de você.”

E, por último, o amigo de verdade ora por seus amigos. Você conhece o potencial e a limitação deles. Conhece as decisões que eles têm que tomar e os desafios que têm pela frente. Peça a Deus que ajude seus amigos a realizar os sonhos deles.

Hoje, ao cruzar com um amigo, demonstre de alguma forma que você o aprecia. Para o vizinho, na sala de aula, entre amigos no trabalho, demonstre uma amizade que venha do coração.


Memórias Dolorosas

Pois eu mesmo reconheço as minhas transgressões, e o meu pecado sempre me persegue. Salmo 51:3

A memória é boa amiga e motivo de alegria algumas vezes. Ela nos faz lembrar os nomes das pessoas com as quais nos reencontramos. Na hora da prova, nos ajuda com fórmulas, equações, datas e detalhes que levam à resposta correta. Por outro lado, ela traz à tona coisas de que não gostamos da nossa vida passada. Acontecimentos sobrecarregados de emoções negativas.

Se estivesse em nosso poder voltar ao passado, naquele lugar, naquelas circunstâncias e com aquela pessoa, reescreveríamos aquele momento de nossa existência. Converse com psicólogos, psiquiatras, pastores e capelães de presídio e eles vão contar de quanta gente que não consegue se esquecer do mal que fez.

Certa vez, recebi um envelope e como remetente havia apenas duas iniciais. A carta dizia: “Já cometi dois abortos e não consegui me esquecer do que fiz. Todas as vezes que passo na frente de alguma escola e vejo crianças brincando, imagino que uma delas podia ser uma das crianças que eu abortei. Não consigo perdoar a mim mesma.”

Agora você pode entender por que a indústria de tranquilizantes é uma das mais prósperas, com comprimidos que indicam até dentro de quanto tempo você vai dormir.

Davi admitiu sua culpa. Disse: “Errei.” Nada de negar ou oferecer uma explicação. Nada de minimizar o erro ou reduzi-lo ao menor tamanho possível, como fazemos com o pãozinho que está em nossa mão, apertando-o. Ele simplesmente confessou. Quando você admite que errou, tem meio caminho andado para resolver o problema. Está admitindo a orientação de Deus em sua vida.

Davi finalmente orou: “Generosíssimo em amor – Senhor, concede-me graça! Imenso em misericórdia – limpa minha ficha suja. Minha culpa, esfrega-a bem, lava meus pecados em Tua lavanderia. Eu sei o quanto tenho sido perverso; meus pecados não tiram os olhos de mim! [...] Lava-me em Tua lavanderia e eu sairei limpo. Limpa-me, e eu terei uma vida branca como a neve. Afina meu cântico de júbilo, colocando para dançar meus ossos outrora quebrados. Não olhes muito de perto para as minhas deformidades, dá-me o Teu atestado de saúde. Deus, faze um novo começo em mim, organiza uma semana de gênesis no caos de minha vida. Não deixes de inspirar Tua santidade em mim. Traze-me de volta do exílio sombrio, sopra um vento novo em minhas velas! (Sl 51:1-3, 7-12, The Message).

Corramos para Deus e recebamos a graça do Seu perdão!


A Verdade Sobre a Mentira

Cada um de vocês deve abandonar a mentira e falar a verdade ao seu próximo. Efésios 4:25

Começavam nas lojas dos Estados Unidos os lançamentos de primavera. Quatro garotas alunas de um colégio chegaram atrasadas porque decidiram que, antes das aulas, passariam pelo shopping para ver as novidades. Por isso, perderam uma prova que tinha sido dada nos primeiros períodos da manhã. As meninas foram falar com a professora, pedindo que ela fosse gentil e lhes permitisse a realização da prova.

Argumento: “Professora, o pneu furou. Não havia socorro por perto e não deu para chegar antes. Eu sei que a senhora entende. Podemos fazer a prova? Por favor, prô, a senhora é boazinha! Sem problemas?” A professora admitiu e disse: “Sentem-se cada uma num canto da sala. A prova de vocês vai ter apenas uma pergunta: Qual pneu furou: dianteiro ou traseiro, e de que lado?”

Quantas vezes nos colocamos em encrencas porque não tivemos a coragem de ser honestos e de falar a verdade? Esse é um assunto ao qual devemos dedicar vigilância e cuidado porque a mentira tem sua esfera de atuação não apenas naquilo que falamos. Dessa forma, qualquer coisa que eu disser ou fizer com a intenção de enganar, é mentira. Sem perceber, podemos passar uma ideia ou dar uma impressão que não seja a verdadeira.

Por que não podemos mentir uma ou outra vez para evitar uma situação embaraçosa, se não vamos prejudicar ninguém, e não há perigo de que a mentira seja descoberta? Quantos nomes usamos para justificar a falsidade? Mentira branca, meia verdade, mentira social, etc.

Assim, há filhos que mentem para seus pais. Há esposos que mentem para as esposas e vice-versa. Há outros que mentem para os vizinhos e colegas de trabalho. E na vida pública existem aqueles que mentem diante das câmeras de televisão, sem gaguejar nem enrubescer.

A mentira pode tomar sutilmente várias formas: fazer citações deturpadas, tirando palavras e frases do contexto; fazer generalizações exageradas de pessoas ou situações; etc. Ellen White complementa: “A intenção de enganar é o que constitui falsidade. Por um relance de olhos, por um movimento da mão, uma expressão do rosto, pode-se dizer falsidade tão eficazmente como por palavras” (Patriarcas e Profetas, p. 309)

Seja nossa oração hoje: “Que tudo aquilo que eu falar e pensar seja agradável a Ti, ó Senhor, minha rocha e redentor” (Sl 19:14, The New English Bible).


José Maria Barbosa Silva

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória