FANDOM


0611.jpg


Se os teus filhos guardarem a minha aliança....‏


Se os teus filhos guardarem a Minha aliança e o testemunho que Eu lhes ensinar, também os seus filhos se assentarão para sempre no teu trono. Sal. 132:12.


Uma aliança é um contrato entre duas partes. Há obrigações e privilégios. O não cumprimento de uma das partes libera a outra de qualquer compromisso. No verso de hoje, Deus atribui a Si a possessão da aliança. “Minha aliança”, diz. Na Bíblia, encontramos inúmeras alianças entre Deus e o Seu povo. São promessas condicionais. Deus promete algo e estipula a condição. O descumprimento por parte da criatura desobriga Deus de Sua promessa. A diferença entre um contrato frio e uma aliança é o amor. Num simples contrato, ambas as partes têm interesses particulares. Ambas serão beneficiadas. Na aliança entre Deus e os homens, só existe um beneficiário: a criatura. Nada pode fazer o homem em favor de Deus. Deus é Deus. Foi, é e seguirá sendo pela eternidade. Acredite eu ou não, aceite eu ou não, Ele continua sendo Deus. A minha rejeição da aliança não afeta Sua existência. Quando eu aceito as condições, a pessoa beneficiada sou eu. No verso de hoje, o salmista expressa a vontade de Deus. A única coisa que Ele espera da humanidade é que “guarde a aliança”. Ela é o símbolo do relacionamento de amor entre ambos. Se um esposo ou esposa tira a aliança do dedo e a joga de lado, está declarando que o amor entre eles acabou. O casamento está desfeito e cada um partirá para o seu lado. É exatamente isso que o ser humano faz com Deus cada vez que não guarda a aliança. No verso de hoje, a promessa é extensiva aos filhos. Existe muita dor e sofrimento que não tem explicação. Mas, às vezes, isso é conseqüência de decisões e atitudes erradas das gerações passadas. Hoje é um dia de repensar atitudes. Ninguém vive para si e nem morre para si, declara Paulo. Qualquer decisão que eu tomar hoje terá conseqüência para mim, para meus filhos e para os filhos dos meus filhos. Por isso, hoje, antes de iniciar este dia de atividades, vale lembrar o que Deus disse: “Se os teus filhos guardarem a Minha aliança e o testemunho que Eu lhes ensinar, também os seus filhos se assentarão para sempre no teu trono.

 Alejandro Bullón




Os tesouros da impiedade de nada aproveitam...‏


Os tesouros da impiedade de nada aproveitam, mas a justiça livra da morte. Prov. 10:2.

Vale a pena ser honesto? No dia em que escrevo esta meditação o Brasil ficou estarrecido com a notícia de um juiz de futebol que recebera dinheiro para “entregar” algumas partidas. A cena que a TV mostrou foi dramática. Olhos lacrimejantes, pesar e vergonha. Mais dramática ainda foi a declaração que ele fez: “Não compensou ter trazido tristeza e vergonha para minha família, por causa do dinheiro.” Um comentarista disse algo que reflete a cultura de nossos dias: “A tragédia dele foi ser descoberto. Se não o fosse, claro que teria compensado. Dinheiro nunca faz mal.” Já percebeu como o dinheiro fascina? Do ponto de vista bíblico, não existe nada de errado com o dinheiro. Entre as bênçãos da prosperidade prometida por Deus, está incluído o dinheiro. Não tenha medo de trabalhar, poupar e fazer dinheiro. “Minha é a prata, Meu é o ouro, diz o Senhor dos Exércitos.” Ag. 2:8. Ele está pronto a entregar tudo isso nas mãos dos Seus filhos. O problema é que na maioria das vezes o fazer dinheiro exige tempo e trabalho, e a natureza humana é imediatista. Não gosta de esperar, ignora que nada se constrói de um dia para outro. Então aparece a senhora insensatez com suas promessas fascinantes, vestida de muitas roupagens: desde o assalto à mão armada, até o furto, suborno, chantagem, calote ou o engano. A declaração bíblica de hoje é: “Os tesouros da impiedade de nada aproveitam.” Não valem a pena as noites de insônia de uma consciência culpada; nem a vergonha e o escândalo que destroem a família quando a pessoa é descoberta; nem sequer o cinismo ridículo de alguém que endureceu a consciência e nega tudo. A segunda parte do texto diz: “Mas a justiça livra da morte.” Que justiça é essa? Andar nos caminhos da prosperidade autêntica. Pode exigir mais tempo. Mas, em compensação, “livra da morte”, do desespero, da angústia, da ansiedade e do pânico que se apodera da pessoa quando está prestes a ser exposta. Que Deus abençoe hoje o fruto de seu trabalho. Que tudo que você tocar seja abençoado. Que seus planos sejam prosperados. Enfrente a luta do dia com essa certeza no coração, e lembre-se: “Os tesouros da impiedade de nada aproveitam, mas a justiça livra da morte.”

 Alejandro Bullón

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória